Notícias

Jogador do atual elenco do Cear levou Jucilei para o Corinthians; relembre a histria

Jucilei chegou ao Corinthians em 2009, ap

Jucilei chegou ao Corinthians em 2009, aps o auxiliar de Mano ir ver Pedro Ken no PR

Daniel Augusto Jr. / Agncia Corinthians

O Corinthians enfrenta o Ceará, nesta quarta-feira, no Castelão, pela terceira fase da Copa do Brasil. Um dos jogadores do atual elenco cearense faz parte da história recente do clube de Parque São Jorge mesmo sem nunca ter vestido a camisa alvinegra.

Trata-se do meia Pedro Ken, meia-atacante, atualmente com 31 anos, que deve iniciar hoje à noite no banco de reservas. Foi esse jogador o “responsável” pela contratação do volante Jucilei na temporada 2009. Jogador esse que caiu nas graças da Fiel, atuou em 103 jogos, marcou 6 gols e foi vendido por R$ 23 milhões.

Pedro Ken,ent

Pedro Ken, então jovem revelação do Coritiba, foi quem levou Jucilei para o Corinthians

Reprodução/Internet

A inusitada história está para completar dez anos. Mano Menezes foi avisado de um jovem meia-atacante que fazia sucesso no Paraná. O treinador, então, pediu que seu auxiliar, Sidnei Lobo, fosse até Curitiba para acompanhá-lo in loco. O jovem era Pedro Ken.

O jogo do Coritiba, clube que o revelou, seria numa quinta-feira. Sidnei Lobo, que chegou um dia antes, resolveu acompanhar um duelo do J. Malucelli, que na época era chamado de Corinthians-PR. No jogo em questão, um jogador alto, de passadas largas, se destacou. E muito. Era Jucilei.

O auxiliar de Mano, então, esqueceu de Ken e resolveu indicar o volante para o Corinthians. Andrés Sanchez e Marcos Malaquias, empresário do meia do Coritiba, que já tinham negociado valores, desfizeram o negócio. Jucilei veio, atuou três temporadas, e acabou sendo negociado com o Anzhi Makhachkala (RUS) por € 10 milhões (cerca de R$ 23 milhões, à época).

Jucilei, neste momento, está em baixa no São Paulo. O volante está com 30 anos.

PIZZA DE JUCILEI

Nem todo dinheiro que entrou nos cofres do Corinthians pela venda de Jucilei ficou no clube. A situação, à época, foi a seguinte: o Corinthians pagou R$ 2 milhões ao Corinthians Paranaense por 50% dos direitos econômicos do volante. Porém, se desfez de 35% desses 50% ao vender para um grupo de empresários por mais R$ 2 milhões na sequência.

Após acordo com o clube paranaense, que liberou 15% da sua metade, o Corinthians conseguiu obter 30% dos € 10 milhões (cerca de R$ 23 milhões, à época). O Corinthians ficou, então, com cerca de R$ 7 milhões na ocasião.

Veja mais em:
Copa do Brasil e Ex-jogadores do Corinthians.


Fonte

Últimas Notícias do Presidente da República Brasileira
Previous ArticleNext Article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *